Se mantendo no topo.

Tá se sentindo meio perdido? Perdeu a noção do tempo e anda confundindo os dias da semana? Trocou a noite pelo dia algumas vezes? Então estamos no mesmo barco. Aguentem firmes, temos que continuar acreditando que isso vai passar. Eu estou fazendo o mesmo aqui. Agora, a melhor parte do dia, vamos falar de música.

Como vocês já se acostumaram, à ideia aqui é propor alguma coisa para que você ocupe um tempinho do seu dia conhecendo algumas curiosidades e o mais importante, preenchendo um pedaço do seu tempo com uma boa dose de música pesada. E a dica de hoje é o álbum do Aerosmith, Nine Lives.

Nine Lives” é o décimo segundo álbum de estúdio da banda e foi lançado em 18 de março de 1997. O disco foi produzido pelo Aerosmith e Kevin Shirley no Studio Avatar, New York City, e marcou o retorno para a gravadora Columbia Records.   

Durante os ensaios o baterista Joey Kramer estava com depressão, sofrendo pela perda de seu pai. Com o baterista indisponível, começaram a circular rumores  que a banda se separaria. Steve Ferrone foi contratado para tocar bateria até Kramer poder voltar. Mas nada do substituto foi utilizado durante a mixagem. Além desse problema, Shirley não era a primeira opção para a produção. Ele foi contratado as pressas pela gravadora para colocar panos quentes nos problemas entre os membros da banda e o antigo produtor Glen Ballard.  

Originalmente programado para um lançamento no verão de 1996, o álbum foi adiado, porque a Columbia Records não ficou satisfeita com as nove faixas que o Aerosmith e Ballard haviam produzido. Ocorreram outros problemas em julho daquele ano, quando a banda pediu ao empresário, Tim Collins, que deixasse o cargo depois de quase doze anos de parceria.

Apesar de tantos conflitos a genialidade do grupo prevaleceu e “Nine Lives” foi um sucesso de crítica e vendas. O disco vendeu mais de três milhões de cópias em todo o mundo, foi indicado o Grammy Awards de melhor Álbum de Rock e o single “Pink“, ganhou o Grammy de melhor performace de rock.  “Nine Lives” chegou ao número UM na parada Billboard 200 e teve sucessos nas rádios com as faixas “Falling in Love (Is Hard on the Knees)“, “Hole in My Soul“, “Full Circle” e “Pink“.

Uma curiosidade bacana é sobre encarte do CD, que contem 12 figuras (incluindo as capas). Cada imagem contém uma versão menor da anterior. A primeira imagem está contida na última, criando um loop infinito. E por falar em capa, a arte foi trocada logo depois das primeiras prensagens. Tudo para frear as reclamações de grupos religiosos da India, sendo substituída por uma mais conservadora.

 

Meu CD tem a capa original por que comprei logo no primeiro lote, no final de março de 97 na Empire Music, uma loja na galeria do rock. E olha, esse álbum vendeu tanto por aqui que recebeu disco de platina, as vendas superaram as 250 mil copias, sendo certificado em 2006.

Em 1997 o Aerosmith completava, mesmo que simbolicamente, dez anos de sucessos em cima de sucessos, desde o lançamento de “Permanent Vacation” em 1987, passando pelos também mega platinados “Pump” (1989) e “Get a Grip” (1993). Com “Nine Lives” conseguiram manter o nível apesar dos problemas durante o processo de produção.  A banda de enorme projeção durante os anos 70, viveu um período obscuro na virada para os anos 80, com separações e quase terminou. Mas deu a volta por cima e se mantém no topo até os dias de hoje. Com seu estilo próprio, ultrapassaram limites alcançando públicos distintos, como poucas bandas dentro do hard rock conseguiram.

Agora já sabe né? Esqueça um pouco tudo o que se refere ao isolamento, coloque o volume no 11 e aproveite pra curtir esse discão de Tyler o Cia. Os links pras músicas de “Nine Lives”, os clipes, como de costume estão a disposição lá no final. Até a próxima.

Dados:

Lançamento: 18 de março de 1997.

Selo: Columbia (EUA); Columbia (Brasil).

Produção: Kevin Shirley e Aerosmith.

Singles:

Falling in Love (Is Hard on the Knees)” em 11 de fevereiro de 1997;

Hole in My Soul” em 5 de agosto de 1997;

Pink” em 18 de novembro de 1997.

Certificações:

Argentina, Platina (+60,000)

Austria, Ouro (+25,000)

Brasil, Platina (+250,000)

Canada, 3× Platina (+300,000)

Alemanha, Ouro (+250,000)

Japão, 3× Platina (+600,000)

Reino Unido, Ouro (+100,000)

EUA, 2× Platina (+2.000,000)

Músicos:

Tom Hamilton – baixo

Joey Kramer – bateria

Joe Perry – guitarra

Steven Tyler – vocais

Brad Whitford – guitarra

Faixas:

1.”Nine Lives” 

2.”Falling in Love (Is Hard on the Knees)” 

3.”Hole in My Soul” 

4.”Taste of India” 

5.”Full Circle

6.”Something’s Gotta Give” 

7.”Ain’t That a Bitch” 

8.”The Farm” 

  1. Crash

10.”Kiss Your Past Good-Bye” 

11.”Pink” 

12.”Falling Off

13.”Attitude Adjustment” 

14.”Fallen Angels