O primeiro voo solo do sr. ‘Air Raid Siren’.

E quando nós pensamos que já temos problemas, eis que aparecem mais problemas. É complicado tentar equilibrar tantas diferentes preocupações ao mesmo tempo. Mas vamos nos concentrar em uma crise de cada vez. E entre todas, dê preferência à saúde de sua família. Vamos continuar crendo que dias melhores estão por vir. Agora é a nossa hora para falar de música.

Como vocês já se acostumaram, à ideia aqui é propor alguma coisa para que você ocupe um tempinho do seu dia conhecendo algumas curiosidades e o mais importante, preenchendo um pedaço do seu tempo com uma boa dose de música pesada. E a dica de hoje é o álbum do Bruce Dickinson, Tattooed Millionaire, que vai completar 30 anos em poucas semanas.

Tattooed Millionaire” é o primeiro disco solo do cantor britânico Bruce Dickinson, gravado no Studio Battery Studios, Londres, e foi lançado em oito de maio de 1990. Diferentemente do que os fãs estavam acostumados, este disco é mais voltado ao hard rock do que ao heavy metal tradicional da ‘Donzela de Ferro’.

O projeto do álbum começou quando Dickinson foi questionado se poderia gravar uma música para o novo filme da franquia ‘A Nightmare on Elm Street 5: The Dream Child’, e então escreveu “Bring Your Daughter… to the Slaughter“, que acabou fazendo parte da trilha sonora. Contando com a colaboração do futuro guitarrista do Iron Maiden, Janick Gers, Dickinson começou a compor mais material fundamentalmente diferente de seus trabalhos com o Maiden, e que obviamente não seria aproveitado pela banda. No entanto a música que foi o início que resultou no LP “Tattooed Millionaire”, “Bring Your Daughter… to the Slaughter”, não foi incluída no disco, já que o Iron Maiden planejava gravar uma versão bem mais pesada e coloca-la no álbum “No Prayer for the Dying”, que seria lançado em outubro do mesmo ano.

O disco de Bruce teve uma boa divulgação em revistas especializadas, foram gravados clipes para as faixas “Tattooed Millionaire” e “All the Young Dudes“, além de singles para as músicas “Dive! Dive! Dive!”,Tattooed Millionaire“,”All the Young Dudes” e “Born in ’58“, que obtiveram boa aceitação. O álbum obteve certificado de Prata no Reino Unido alguns dias após ser lançado, por ter vendido mais de 60 mil cópias.

A produção esteve a cargo do mago Chris Tsangarides e serviu para 90% dos fãs do Maiden conhecerem o guitarrista Janick Gers. Temos que lembrar que esse trabalho foi lançado em meio à turbulência que a saída de Adrian Smith da Donzela de Ferro causou. Gers já era conhecido por sua passagem na banda solo de Ian Gillan, mas era claro que mexer no dream team das guitarras da maior banda de heavy metal do mundo tirava o sono dos headbangers.

O Brasil é um dos países que mais tem fãs do Maiden no mundo e já era assim naqueles dias. A gravadora EMI, que já trabalhava com o catalogo do Maiden por aqui, investiu em uma produção de luxo para “Tattooed Millionaire“, com direto a encarte envelopado colorido e varias promoções. Uma delas em parceria com, a então, recém-nascida MTV Brasil e a Revista Rock Brigade chamada de ‘Hard Rock Giants’, com o disco entrando em anúncios ao lado de nomes de peso como o próprio Iron Maiden, Megadeth, Queensryche, Saxon, Poison, Great White e Slaughter – todas as bandas promovendo novos lançamentos.

E por falar em promoção, foi em uma realizada pela 97FM de Santo André-SP, que ganhei minha cópia em dezembro de 1990. Foram sorteados 20 ouvintes e cada um ganhou um LP da já citada série ‘Hard Rock Giants’. Era uma coisa normal às rádios e revistas sortearem LPs – e ingressos para shows também – naquela época e sempre em grande quantidade. A maioria das vezes pelo intermédio da boa e velha carta, e quantas mais cartas você enviasse, mais chances de ganhar você tinha.

Trata-se de um ótimo disco, que além de agradar os fãs do ‘Air Raid Siren’, conquistou muitos apreciadores de hard rock também por causa de sua linha melódica. Bruce nem pensava ainda em deixar o Maiden e deve ter se divertido muito por poder fazer algo diferente e mais simples depois de quase uma década como frontman em uma banda tão importante. Os links estão lá no final como de costume. Até a próxima.

Dados:

Lançamento: 8 de maio de 1990.

Selo: EMI (Europa), Columbia (EUA), EMI (Brasil).

Produção: Chris Tsangarides

Singles:

Tattooed Millionaire“, em 11 de abril de 1990;

All the Young Dudes“, em 7 de maio de 1990;

Dive! Dive! Dive!”, em agosto de 1990;

Born in ’58“, em 25 de março de 1991.

Certificações:

– No Reino Unido, Disco de Prata (+60.000).

Músicos:

Bruce Dickinson – Vocais

Janick Gers – Guitarra

Andy Carr – Baixo

Fabio Del Rio – Batera

Lado A:

1.”Son of a Gun”             

2.”Tattooed Millionaire”                    

3.”Born in ’58”                

4.”Hell on Wheels”                   

5.”Gypsy Road”    

Lado B:

1.”Dive! Dive! Dive!”                

2.”All the Young Dudes” (Mott the Hoople cover)        

3.”Lickin’ the Gun”                    

4.”Zulu Lulu”                    

5.”No Lies