Um dos maiores momentos da música pesada.

Segunda feira que vem comemoraremos mais uma vez o ‘Dia Mundial do Rock’ e para ir entrando no clima, pois para nós do Headbangers Brasil, todo dia é DIA de música pesada, vamos a uma sugestão para lá de especial. Mas antes é importante reforçar, que a ideia aqui é propor uma dica para que você ocupe um tempinho do seu dia conhecendo algumas curiosidades e o mais importante, preenchendo um pedaço do seu tempo com uma boa dose de música pesada. E hoje vamos falar de um disco muito importante, pois se trata do álbum chamado Hear’n Aid.

Hear’n Aid” foi um projeto organizado pelo cantor Ronnie James Dio, que propôs realizar uma gravação de uma música para arrecadar dinheiro para ajudar a aliviar a fome no continente africano, mais ou menos nos moldes de projetos semelhantes na época, como o ‘USA for Africa’ realizado pelo famoso cantor Lionel Richie, com a música “We Are the World“.Também se espelhando no formato utilizado pelo ex-Commodores, Dio convidou vários artistas, só que apenas do meio hard/heavy, pois praticamente todos os músicos desses estilos, foram ignorados nas demais campanhas.

 A música “Stars” foi gravada nos dias 20 e 21 de maio de 1985 com a primeira sessão no Sound City Studios e no estúdio A da A&M Records Studios para a segunda sessão. Mais de 40 nomes do universo da música pesada contribuíram de alguma forma no evento, entre eles: Yngwie Malmsteen, Tommy Aldridge e membros das bandas Judas Priest, Iron Maiden, Quiet Riot, Dokken, Mötley Crüe, Twisted Sister, Queensrÿche, Blue Öyster Cult, Y&T, Rough Cutt, Giuffria, Journey, W.A.S.P. ,Night Ranger, Spinal Tap e da banda de Dio, é claro.

Os vocais principais foram compartilhados entre Ronnie James Dio, Rob Halford, Kevin DuBrow, Eric Bloom, Geoff Tate, Dave Meniketti, Don Dokken e Paul Shortino.

A cozinha ficou a cargo dos membros da banda de Dio, o baixista Jimmy Bain e o baterista Vinnie Appice, com o apoio de outro baterista, Frankie Banali do Quiet Riot. O tecladista Claude Schnell também da banda de Dio, além de participar das bases, teve destaque na composição que faz o fundo durante a passagem dos créditos finais do VHS do projeto.

Os guitarristas Vivian Campbell, Carlos Cavazo, Buck Dharma, Brad Gillis, Craig Goldy, George Lynch, Yngwie Malmsteen, Eddie Ojeda e Neal Schon adicionaram solos de guitarra. Dave Murray e Adrian Smith do Iron Maiden, que estavam em meio à gigantesca ‘World Slavery Tour’ na época, fizeram questão de participar e arrumaram um tempo para ir até o local e gravar as bases de guitarra para a canção “Stars”.

Alguns astros como Carmine Appice e Ted Nugent, por exemplo, chegaram atrasados e só puderam mesmo fazer parte do coro “We’re stars” e participar do clipe. Mas fizeram sua parte.

O que a principio seria só um single com a música “Stars”, acabou virando também um LP, sendo que o resto do álbum foi preenchido com outras faixas de gravações ao vivo, cedidas por bandas que foram convidadas para o projeto, mas por estarem em meio a outros compromissos foram incapazes de participar das gravações de “Stars”. Ao cederem canções e seus respectivos nomes, as bandas Kiss, Motorhead, Scorpions, Accept e Rush também acabaram colaborando. Completando o LP duas músicas também ao vivo da banda Y&T e Dio e uma gravação convencional de Jimmy Hendrix.

Foi lançado um clipe para a música “Stars”, produzido durante as sessões de gravação, e como já citamos, um documentário em VHS via Sony de 30 minutos chamado de “Hear ‘n Aid: The Sessions” contendo o clipe de “Stars”, além de entrevistas e trechos das gravações no modelo de home vídeo para comercialização.

Dio originalmente pretendia que o single e o álbum fossem lançados logo após as gravações, mas com tantas gravadoras diferentes dos artistas envolvidas no projeto, acabou sendo inevitável surgirem vários problemas contratuais, que atrasaram os lançamentos até primeiro de janeiro de 1986, o que consequentemente diminuiu em muito o impacto. Não existem dados confiáveis em relação aos números das vendas do single ou do LP. Wendy Dio, ex- esposa do cantor e uma das diretoras do projeto na época, em um artigo de 2017 escrito para a Classic Rock Magazine, estimou que o valor total arrecadado, superou a casa dos US$ 3 milhões.

O clipe do single “Stars” recebeu uma exibição moderada no programa especializado em metal da MTV americana na época do seu lançamento, o Heavy Metal Mania. O mesmo ocorreu no programa que o substituiu na programação da emissora, o Headbangers Ball. Em 31 de maio de 2004, o canal americano VH1 estreou um documentário especial de cinco noites intitulado “100 Most Metal Moments“, apresentado por Dee Snider do Twisted Sister, e na conclusão do especial, “Hear ‘n Aid” foi classificado como o número 1, sendo considerado portanto, o momento mais importante da história do heavy metal.

No Brasil só o LP foi lançado ainda no ano de 1986 via Polygram Discos. Por milagre, ele veio com um encarte interno muito bem detalhado, que continha várias informações como: a letra da música “Stars”, a relação dos nomes dos artistas, a ordem das participações dos cantores e dos solos de guitarras. Minha cópia eu comprei na Woodstock Discos em 17 de outubro de 1986.

Já o clipe de “Stars” por mais sensacional que fosse passou poucas vezes no programa Realce da TV Gazerta-SP, pelo que bem me lembro. A revista Metal em sua edição número 26 de outubro de 1986, publicou uma ótima reportagem sobre o projeto “Hear ‘n Aid”, inclusive ao dedicar o pôster da edição.

Como disse Dee Snider no especial da VH1, “Hear ‘n Aid” foi um momento marcante e único da música pesada, que envolveu grandes nomes, entre eles, Halford, Tate, Malmsteen, Schon e Dio, o responsável por tudo. Não resolveram os problemas da África como bem sabemos, assim como os outros projetos da época também, que foram muito mais ambiciosos, pois os problemas estão lá escancarados até hoje em dia. Mas os astros da música pesada tentaram, e acima de tudo, representaram com talento o nome do heavy metal. Porém, é difícil resolver tal problema como diz um trecho da letra da canção “Stars”: ‘But singers and songs, Will nerver change it alone, So we are calling you, calling you’.

Dados:

Lançamento: 1 de janeiro de 1986.

Selo: PolyGram (EUA); PolyGram (Brasil).

Produção: “Stars” – Ronnie James Dio.

 

Hear ‘n Aid” LP:

Lado A

1.”Stars“*

  1. Accept – “Up to the Limit (Live in Nagoya, Japan; 1985), from the Kaizoku-Ban EP”

3.Motorhead – “On the Road (Live at The Hammersmith Odeon, 1985), from The Birthday Party ’85 video”  

4.Rush – “Distant Early Warning (Live in Toronto, 1984), from the *Grace Under Pressure Tour (video)”

Lado B     

1.Kiss – “Heaven’s on Fire (Live in Detroit 1984),from the Animalize Live Uncensored video”      

  1. Jimi Hendrix – “Can You See Me

3.Dio – “Hungry for Heaven (Live in Philadelphia 1985), never released elsewhere”        

4.Y&T – “Go for the Throat (Live in 1985) Open Fire (Y&T album)”  

5.Scorpions – “The Zoo (Live in 1984), taken from World Wide Live”

*“Stars

Lead Vocals:

Ronnie James Dio (Dio)

Eric Bloom (Blue Öyster Cult)

Don Dokken (Dokken)

Kevin DuBrow (Quiet Riot)

Rob Halford (Judas Priest)

Dave Meniketti (Y&T)

Paul Shortino (Rough Cutt)

Geoff Tate (Queensrÿche)

Lead Guitar Solos:

1st Solo:

Craig Goldy (Giuffria)

Eddie Ojeda (Twisted Sister)

2nd Solo:

Vivian Campbell (Dio)

Brad Gillis (Night Ranger)

3rd Solo:

Neal Schon (Journey)

George Lynch (Dokken)

4th Solo:

Yngwie Malmsteen

Vivian Campbell (Dio)

5th Solo:

George Lynch (Dokken)

Carlos Cavazo (Quiet Riot)

6th Solo:

Brad Gillis (Night Ranger)

Buck Dharma (Blue Öyster Cult)

Rhythm Guitar Melody Lines:

Dave Murray (Iron Maiden)

Adrian Smith (Iron Maiden)

Bass:

Jimmy Bain (Dio)

Drums:

Vinny Appice (Dio)

Frankie Banali (Quiet Riot)

Keyboards:

Claude Schnell (Dio)

Backing Vocals:

Tommy Aldridge (Ozzy Osbourne)

Dave Alford (Rough Cutt)

Carmine Appice (King Kobra)

Vinny Appice (Dio)

Jimmy Bain (Dio)

Frankie Banali (Quiet Riot)

Mick Brown (Dokken)

Vivian Campbell (Dio)

Carlos Cavazo (Quiet Riot)

Amir Derakh (Rough Cutt)

Buck Dharma (Blue Öyster Cult)

Brad Gillis (Night Ranger)

Craig Goldy (Giuffria)

Chris Hager (Rough Cutt)

Chris Holmes (W.A.S.P.)

Blackie Lawless (W.A.S.P.)

George Lynch (Dokken)

Yngwie Malmsteen

Mick Mars (Mötley Crüe)

David St. Hubbins (Spinal Tap)

Vince Neil (Mötley Crüe)

Ted Nugent

Eddie Ojeda (Twisted Sister)

Jeff Pilson (Dokken)

Rudy Sarzo (Quiet Riot)

Claude Schnell (Dio)

Neal Schon (Journey)

Derek Smalls (Spinal Tap)

Mark Stein (Vanilla Fudge)

Matt Thorr (Rough Cutt)