Um clássico.

O mês do Dia Mundial do Rock está passando rápido, mas ainda temos tempo e vamos conferir mais um clássico absoluto aqui no nosso espaço. Sempre importante reforçar, que a ideia aqui é propor uma sugestão para que você ocupe um tempinho do seu dia conhecendo algumas curiosidades e o mais importante, preenchendo um pedaço do seu tempo com uma boa dose de música pesada. E o clássico de hoje é o álbum do Jethro Tull, Aqualung.

Aqualung” é o quarto álbum de estúdio da banda inglesa de rock/progressivo Jethro Tull, que foi lançado em 19 de março de 1971. O disco foi gravado no Studio Island Studios, Basing Street, Londres, Inglaterra, com a produção de Ian Anderson e Terry Ellis.

Aqualung” sempre foi amplamente considerado e divulgado como um álbum conceitual, apresentando como tema central “a distinção entre religião e Deus”, embora o líder da banda, Ian Anderson,  tenha dito em diversas oportunidades,  que não havia intenção alguma de construir um álbum conceitual, e que apenas algumas músicas têm um tema unificador e por isso o trabalho tem essa fama de ser conceitual.

O álbum apresenta mais material acústico em seu conteúdo e foi inspirado em parte por fotografias de pessoas sem-teto. As músicas abrangem uma boa variedade de gêneros musicais, com elementos de folk, blues, psicodelia e hard rock.

Esse foi o primeiro álbum com John Evan como membro fixo do Jethro Tull e o primeiro com o novo baixista Jeffrey Hammond. Também foi o último álbum com Clive Bunker na bateria, que deixou a banda logo após o lançamento do LP.

Aqualung” é o trabalho mais vendido do Jethro Tull, até hoje é seu maior sucesso, vendendo mais de sete milhões de unidades em todo o mundo. Seu sucesso sinalizou uma virada na carreira da banda, e a faixa título se tornou frequente em rádios especializadas desde então e uma obrigação de estar presente em todos os setlists da banda. O disco recebeu certificações nos EUA, tripla platina com mais de três milhões de álbuns vendidos e disco de ouro na Alemanha e em sua terra natal.

Em abril de 1971, “Aqualung” alcançou o número quatro na UK Albums Chart do Reino Unido e o 7º lugar na parada Billboard 200 americana.  O álbum gerou dois singles, “Hymn 43“, que foi o primeiro da banda lançado nos EUA, alcançando a posição 91 na Billboard Hot, e “Locomotive Breath“.

Para seu maxi-single chamado “Aces High” de 1985, o Iron Maiden regravou a música “Cross-Eyed Mary“, o que levou incontáveis fãs da popular banda de heavy metal britânica a procurar conhecer mais a fundo o Jethro Tull.

Aqualung” foi classificado pela revista Classic Rock inglesa na posição número 30 na lista “The 100 Greatest Rock Albums of All Time” em 2001 e pela Rolling Stone americana em sua lista “500 Greatest Albums of All Time”, na posição número 337, isso no ano de 2012.

No Brasil o Jethro Tull não era conhecido como um Led Zeppelin ou Black Sabbath, mas durante os anos 70 o LP foi lançado pela CBS com selo da Chrysalis, a representante inglesa da banda. Minha cópia era parte da coleção de discos de meus irmãos e pelo carimbo interno, sei que foi comprada na loja de discos Apple, que ficava no centro lá de Sampa.

O clipe ao vivo da música “Aqualung” foi muito veiculado no programa ‘Clássicos MTV’, isso já quando a emissora estava em atividade no Brasil em 1991, e ao mesmo tempo, a faixa também tinha repercussão nas rádios rock da época, muito em razão das duas visitas quase que seguidas que o Jethro Tull tinha feito ao nosso país em 1988 e 1990.

Aqualung” é outro clássico absoluto que influenciou diversas bandas ao longo dos anos 70 e 80, proporcionando a muitos fãs de rock pesado conhecer elementos diferentes ao meio comum das bandas de rock, como por exemplo, a flauta. O Jethro Tull com sua capacidade de fundir em seu som o folk ao hard criou uma identidade própria, graças ao gênio de Ian Anderson, e é reverenciado até os dias de hoje. Os links estão à disposição, como de costume. Até a próxima com nosso último clássico especial para o mês do Dia Mundial do Rock.

Dados:

Lançamento: 19 de março de 1971.

Selo: Reprise (EUA); CBS (Brasil), Chrysalis/Island (Europa).

Produção: Ian Anderson e Terry Ellis.

Singles:

  • “Hymn 43” lançado em julho de 1971;
  • Locomotive Breath” lançado em 1971.

Certificações:

  • EUA: 3X platina (+3.000.000);
  • Alemanha: Disco de Ouro (+250.000);
  • Reino Unido: Disco de Ouro (+100.000).

Jethro Tull:

Ian Anderson – lead vocals, acoustic guitar, flute, production

Martin Barre – electric guitar, descant recorder

Jeffrey Hammond – backing vocals (on “Mother Goose”), bass guitar, alto recorder, odd voices

John Evan – piano, organ, Mellotron

Clive Bunker – drums and percussion

Lado A:

1.”Aqualung

2.”Cross-Eyed Mary”        

3.”Chep Day Return”        

4.”Mother Goose”    

5.”Wond’ring Aloud

6.”Up to Me”    

Lado B:

1.”My God”      

2.”Hymn 43”    

3.”Slipstream”  

4.”Locomotive Breath”    

5.”Wind-Up