Mantendo seu DNA.

Já se vai um longo tempo desde que o clipe da música “Mother’s Eyes” do segundo álbum do Enuff Z’Nuff, chamado de  “Strength” rolava em alguns programas mais alternativos da programação da MTV Brasil lá pelos idos de 1991. Nesse lançamento, o 15º álbum de estúdio, apenas o líder Chip Z’nuff (Gregory Rybarski) continua como membro remanescente e mantendo vivo o legado do Enuff Z’Nuff.

O Enuff Z’Nuff criou e mantém um estilo pop-rock quase que exclusivo, flertando com o hard em certos momentos, mas nunca abrindo mão de seus princípios de autenticidade musical. Após incontáveis mudanças de formação ao longo dos anos, atualmente a banda conta ao lado de Chip Z’Nuff, os guitarristas Alex KaneTory Stoffregen e o baterista Daniel Hill. O disco “Brainwashed Generation” tem uma assinatura que vai agradar aos velhos fãs, pois é um disco honesto e bem produzido.

A abertura é por intermédio da breve faixa “The Gospel”, que realmente parece que foi gravada em alguma igreja de Chicago, terra natal da banda. E emendamos direto com “Fatal Distraction“, que tem o DNA do Enuff Z’Nuff e suas influências, com um refrão contagioso e bom ritmo. E por falar em influências, uma das principais é a banda Cheap Trick, e ninguém menos que seu baterista, Daxx Neilsen é quem comanda as baquetas em uma participação muito especial nessa música.

I Got My Money Where My Mouth Is” tem um andamento muito mais firme com variações sutis, quase psicodélicas e muito bem encaixadas, um refrão enorme e com vocal cheio de harmonias que permanecem na cabeça do ouvinte por um bom tempo. É uma das melhores faixas do disco sem dúvidas. “Help I’m In Hell” tem uma melodia cheia de efeitos sintéticos, mas é um rock mais conservador, que é bem propício para o trabalho vocal de Chip Z’Nuff.

Uma letra bem interessante, principalmente se levarmos em consideração o que andamos passando ultimamente em nosso planeta, é retratada em “It’s All In Vain”, que conta com mais um grande convidado especial, o baterista do The Winery Dogs e ex-Dream Theater, Mike Portnoy.

A lista de convidados especiais não terminou, pois em “Strangers In My Head” o vocalista original do Enuff Z’Nuff, Donnie Vie, é quem dá as caras, ou melhor, assume o microfone em um ótimo desempenho em meio as melodias.

Drugland Weekend” tem uma estória legal com os créditos da faixa sendo divulgados da seguinte forma: ‘Ace Frehley – inaudible lead guitar’. Ao que parece Ace foi convidado a participar com um solo, mas ao enviar sua parte elas estavam inaudíveis. Sem tempo de refazer o contato, a própria banda fez o trabalho, mas resolveu manter no crédito a participação especial, mesmo que ‘inaudível’. Não se engane o solo na faixa não é do Ace.

Broken Love” é uma balada com uma atmosfera diferente que não faz questão nenhuma de soar convencionalmente e até por isso é bem legal. Nas palavras do próprio Chip, “Go …”  é o caminho que começa a nos levar ao fim com uma melodia bem psicodélica. E no final propriamente dito temos “Winding Road” e seu instrumental hipnótico com jeito de… Enuff Z’Nuff.

O Enuff Z’Nuff tem um som tão próprio que seus admiradores já sabem o que vão encontrar mesmo antes de ouvir um novo álbum. É como uma marca registrada e em “Brainwashed Generation”, ao lado de seus convidados especiais, a banda cumpriu com as expectativas plenamente. Confira.

Nota: 4/5

Tracklist:

  1. The Gospel
  2. Fatal Distraction
  3. I Got My Money Where My Mouth Is
  4. Help I’m In Hell
  5. It’s All In Vain
  6. Strangers In My Head
  7. Drugland Weekend
  8. Broken Love
  9. Go…
  10. Winding Road

Enuff Z’Nuff :

Chip Z’nuff – vocal, bass

Tory Stoffregen – guitar

Alex Kane – guitar

Dan Hill – drums

Additional Musicians:

Daxx Nielsen – drums (faixa 2)

Mike Portnoy – drums (faixa 5)

Donnie Vie – guest vocals (faixa 6)

Ace Frehley – inaudible lead guitar (faixa 7)

Fique ligado:

https://www.facebook.com/EnuffZnuffOfficial/

http://www.enuffznuff.com/