Olha, tá aí um tipo de som que eu jamais pensaria em escutar de novo, o maravilhoso Skacore e eu tenho que calar a minha boca, pois o 8 Kalacas entrega demais, que banda divertida de se ouvir, de verdade. É uma mistura tão bem feita e ao mesmo tempo pesada e agressiva, que dá vontade de ouvir mais e mais.

Oriundos de Orange County, do lado “sombrio” da Ensolarada Califórnia, o 8 Kalacas vem com letras extremamente fortes, relatando o seu dia a dia, em um local aonde de um lado é “flores e dias ensolarados”, mas do outro, completamente decadente, sem dias belos e iluminados, mas com a pobreza e o desamparo, coisa no qual estamos, erroneamente, acostumados a ver em tantas cidades. Para a Tribo 8 Kalacas, formada por Sr. Kalaca e Getse(vocais), Adam(bateria), Sick(baixo) e Steve(guitarras), a forma de demonstrar isso foi pela arte, pela música, cantada em Fronteras em espanhol, honrando suas origens Mexicanas e em diversos momentos, homenageando os Mariachis, músicos da cultura Mexicana.

Com 12 ótimas faixas, Frontera nos mostra uma banda que varia do mais dançante Ska, ao mais pesado do Hardcore/Metal, em diversos e ótimos momentos, músicas como Esquizofrenia, Frontera, Labios Negros, Luz Y Fer, 1941 são ótimas e mostram como a banda é criativa e sabe usar muito bem as suas influências de System Of A Down, Social Distortion, bem como clássicos do Ska como Skatalites e The Specials(guardada todas as proporções) e criar dentro de seu som uma identidade incrível, músicas ótimas e empolgantes. Vale a pena demais conhecer a banda, ouvir Fronteras é um deleite sonoro, para quem tem a mente aberta e está pronto para receber coisas relativamente novas e muito, muito boas.

NOTA: 4,5 / 5